We Write Better
titulos para blog

5 evidências que mostram a “morte” dos títulos para blog

5
(5)

Os títulos para blog não vão morrer, essa foi apenas uma forma que usamos para atrair você até aqui.

Escrever títulos para blog é considerada uma tarefa difícil uma vez que requer um tipo de pensamento diferente do que você usa para escrever de modo geral.

Quando você termina de escrever um artigo, entende o tópico sobre o qual acabou de escrever em um nível mais profundo do que nunca. Você passou horas, dias, semanas organizando seus pensamentos em palavras. Você pode agora falar eloquentemente sobre o assunto.

Já para criar um bom título para um artigo de blog, você precisa encontrar o ângulo certo da estrutura do tópico que faça sentido e interesse alguém que não sabe nada do que você sabe agora.

Você precisa pensar como um novato completo – para isto, volte ao tempo em que não entendia de tudo o que entende agora.

Uma das melhores maneiras de voltar no tempo é usar uma coleção de modelos mentais para se colocar em um estado de espírito diferente.

Com o conjunto de ferramentas mentais certo, você pode ajudar seu cérebro a sair do “modo especialista” e entrar no modo iniciante criativo muito mais rapidamente.

1. Ajude os seus leitores a serem reconhecidos e promovidos

Seus leitores têm necessidades. Eles querem aumentos e novos cargos. Eles querem ter uma boa aparência no trabalho, querem ser reconhecidos.

Grandes escritores de títulos aproveitam essas necessidades sem serem manipuladores ou condescendentes com seus leitores.

As principais manchetes de sites como Viver de Blog e Rock Content são bons exemplos do quão longe isso pode ser levado se seu objetivo número um for gerar cliques.

Quase todos os artigos destas duas empresas reproduzem um coquetel volátil de emoções, como:

  • preguiça (o desejo de obter mais com menos esforço);
  • justiça própria (o desejo de obter o que sentimos que realmente merecemos), ou
  • schadenfreude (e o desejo de que os outros obtenham o que merecem).
titulos da viver de blog - henrique carvalho
Títulos que a Viver de Blog praticam – Henrique Carvalho
titulos da rock content
Títulos praticados pela Rock Content

É pouco provável que confiar estritamente nesse tipo de manipulação emocional seja apropriado se você estiver criando conteúdo para, por exemplo, um produto de marketing de vídeo.

Isso não significa que você não possa atender a uma necessidade emocional relacionada ao trabalho que é mais relevante para sua base de clientes, como a Canal Tech, por exemplo, com a postagem: Dicas para ficar bonitão na webcam.

dicas para ficar bonitao na webcam - artigo canal tech
Artigo: Dicas para ficar bonitão na webcam – Canal Tech

Os funcionários querem parecer bem aos seus chefes, ser melhores em seus empregos e ser reconhecidos por seu trabalho.

Eles querem ficar bem na câmera e parecer mais confiantes nas chamadas de vendas. Eles querem fazer mais em menos tempo, ter melhores relacionamentos com seus colegas de trabalho e se distrair.

Enquadre seu conteúdo de acordo com o que tem real “necessidade” de ser abordado e seus títulos serão mais nítidos, relevantes, poderosos e eficazes.

Isso vale mesmo se você estiver escrevendo sobre algo tão técnico e específico como: O que são cohorts e como elas podem ser utilizadas no marketing.

O objetivo número um para a maioria dos gerenciadores de negócios é descobrir como reter usuários.

Essa é a necessidade que ocupa a maior parte do tempo no trabalho.

Faz sentido ajudá-los com o conteúdo, além de deixar claro no título o quão vital é o seu conselho:

artigo analise de cohort - conteudo empresa CRMPiperun
Artigo de análise de cohort – conteúdo criado pela empresa CRMPiperun

O processo de escrita aqui é relativamente simples.

Descubra qual resultado desejável seu conteúdo ajudará seus leitores a alcançarem, ou qual satisfação emocional ele proporcionará. Em seguida, oriente seu título em torno disso.

Se não está ajudando alguém do seu público específico a melhorar algo em que deseja melhorar, qual é o objetivo de escrever o texto em questão?

Leia também:

2. Inverta as expectativas cotidianas

Títulos contraintuitivos nos fazem clicar porque apresentam o mundo de uma maneira que não esperamos.

Clicamos porque estamos curiosos sobre como essa nova visão de mundo funciona.

A chave para um título contraintuitivo é realmente entender o seu espaço: isso é uma obrigação sua e da sua empresa.

Você precisa entender quais suposições não declaradas orientam o pensamento da pluralidade. Então você precisa saber, muito especificamente, como incluir uma tomada de ação contrária.quando a concorrencia acelerar nao tenha coragem de ir devagarOptar por “ir devagar” quando a concorrência “acelera”, por exemplo, contraria as ideias convencionais que temos sobre a concorrência de startups – a maioria das quais é informada pela lógica do capital de risco e do rápido crescimento – logo você se sente compelido a clicar apenas para descobrir o argumento que o autor, Chris Savage, está expondo ali.

Coloque-se no lugar do seu leitor. Pergunte: “Por que este artigo seria interessante de ler?” Use isso para encontrar o seu ângulo correto na criação de um conteúdo de qualidade.

3. Mostre seu título de forma “envolvente” e apresente seu trabalho

Alguns títulos de artigos são fáceis de serem criados. Tudo o que você precisa fazer é mostrar o valor real do que está entregando, e ser um pouco “indecente” ao exibi-lo.

Às vezes, demonstrar o valor do que você está entregando ao leitor significa explicitar o trabalho que foi empregado na produção do conteúdo.

Você pode estudar vários exemplos de e-mails de boas-vindas para um artigo sobre o que é um ótimo e-mail de boas-vindas, e chamá-lo de “10 dicas indispensáveis para um melhor e-mail de boas-vindas”, mas – supondo que você realmente se esforce e analise melhor — esta é uma “sub-venda” dramática.

Chamá-lo de “Lições indispensáveis de uma análise ÉPICA de 50 e-mails de boas-vindas que vendem”, por outro lado, me faz sentir como se estivesse de fato recebendo o resultado de uma reflexão séria e de um estudo sobre o assunto de e-mails pós-boas-vindas. Isso me faz sentir que vou obter algo de valor real, e isso me faz querer clicar e consumir esse conteúdo, e talvez até comprar algo.

“Mostre seu trabalho no título de forma envolvente”. Aplicando isto, desta forma, esta poderá ser uma maneira poderosa de redefinir seu título quando você sentir que há muito trabalho em seu conteúdo e ele simplesmente não aparece no título.

Tente refazer suas etapas para encontrar um título baseado em processo que você pode colocar em sua peça.

Um título é tão importante para o seu negócio que os maiores canais de criação de conteúdo da web, muitos vezes passam mais tempo no título do que no próprio conteúdo.

4. Explore a especificidade para mostrar verdades universalmente conhecidas

No caso do conteúdo criado de forma diária, pode não haver um ângulo óbvio contraintuitivo ou baseado no empenho que você coloca para trabalhar nos títulos.

Nessas situações, a melhor coisa a fazer é pegar o título mais óbvio que você pode imaginar para seu conteúdo, e girar fazê-lo com base na criatividade mental, tomar algumas rotações em sua mente.

Tente encontrar a personificação mais explícita de sua criação, depois dê alguns passos adiante, encontre algo mais específico a ser retirado e veja o que acontece. É simplesmente disto que se tratam bons títulos, nos quais as pessoas clicam e realmente leem.

Primeiro, imagine que você intitule sua postagem no Instagram como “7 dicas psicológicas para tornar seu perfil no Instagram mais atrativo”.

Tem a cadência básica de um título. Não está surpreendendo ninguém e soa bastante genérico, mas chega ao ponto do artigo de uma maneira clara.

Se você for mais a fundo, poderá procurar coisas que tornem seu artigo diferente dos outros. Existem pontos que se destacam? Existem novas partes do seu artigo que poderiam fazer o título funcionar melhor? Ou você poderia incluir um aprendizado no próprio título?

Frequentemente, são esses detalhes específicos que tornam uma peça interessante a um público amplo – e não a formulação genérica e mais geral. Sempre encontramos o universal no específico, e não no criativo, e você pode usar esse mesmo fenômeno nos títulos das postagens de seu blog para tornar seu conteúdo mais interessante.

5. Saia do caminho da sua história “genial”

lancamento empiricus o melhor trabalho do mundo - por Roberto Altenhofen
Lançamento Empiricus: o melhor trabalho do mundo – por Roberto Altenhofen

Às vezes, um número (como uma taxa de conversão) ou um nome (como Google) é a verdadeira história por trás do que você está escrevendo, e seu trabalho como criador de títulos é principalmente sair fora da curva – busque um caminho diferente.

Utilize gatilhos mentais, como o gatilho mental da escassez, por exemplo. Permita que o título fale por si.

Esse é um ótimo caminho a seguir, porque geralmente, a maneira mais fácil de tornar interessante o que você está escrevendo é atrair números notáveis ​​(“Como o Copywriting aumentou nossa taxa de conversão em 130%”) e nomes notáveis (“Porquê um dos sócios da EMPIRICUS conseguiu tanto resultado sem ter nenhuma formação em Marketing”).

Números e nomes nos dão algo de poderoso para sustentar nossos argumentos: é uma prova de autoridade – você pode sempre usá-los ao seu favor, na medida certa, é claro.

Mais importante: eles nos deixam curiosos sobre:

  • Como pessoas específicas conseguiram coisas notáveis;
  • Como pessoas notáveis ​​fazem coisas de forma particular e diferente para terem grandes resultados.

Se você pode mencionar a melhoria do ponto percentual que uma decisão resultou, ou o nome de uma grande empresa, quase sempre o faça.

Nem sempre é necessário obter um número percentual perfeito. Apenas evocar o aspecto quantitativo na sua história pode ser uma maneira eficaz de aproveitar essa autoridade pela prova aplicada ali.

Talvez não levemos em conta testes estilo A / B, não queremos saber muito sobre isto. Por outro lado, quando nos é dado o número exato, temos uma perspectiva da escala da situação, e isso é uma história – e histórias bem contadas vendem.

Nada no artigo atual precisa ter mudado, mas os leitores estão muito mais interessados ​​em saber como esse conjunto de testes presumivelmente maciço poderia funcionar.

Funciona da mesma forma com os nomes de empresas importantes que, dependendo de onde você está escrevendo e sobre o quê, as pessoas se preocupam de forma inerente, pois aquilo faz parte da vida delas ou as influencia de alguma forma.

Quando você escreve um post sobre como a Coca-Cola ou outra grande empresa faz algo – especialmente se for contra o que pensamos – as pessoas ficarão interessadas antes mesmo de você fazer qualquer linha de texto.

É a maneira perfeita de deixar seu artigo despertar a curiosidade enraizada que temos sobre como as maiores e melhores empresas fazem as coisas de maneira diferente.

A razão pela qual “Por que um dos sócios da EMPIRICUS conseguiu tanto resultado sem ter nenhuma formação em Marketing” funcionaria como um título, não é apenas o que menciona da EMPIRICUS. É que neste título foi usada a ideia da empresa em questão para brincar com um de nossos mais fortes preconceitos emocionais: privilégio imerecido – o fato de ele não ter grandes formações em algo e mesmo assim ter os melhores resultados.

Por que todos os escritores devem pensar em títulos?

Seria um erro para os Copywriters, redatores e jornalistas deixarem o trabalho de criar e escolher um título exclusivamente para seus editores.

Escolher um título é tanto um exercício de reflexão sobre distribuição e enquadramento, quanto um exercício de reflexão sobre o que é realmente imprescindível (aquilo que não pode faltar) na sua publicação.

Seja qual for a tática que você escolher, no final, trata-se de um título: trata-se de encontrar a perspectiva, ângulo, estrutura, ou a simples combinação de palavras que tornam a perspectiva de ler seu artigo interessante para alguém que 1) não sabe nada sobre o assunto e 2) não tem nenhuma obrigação de o ler.

Gostou deste conteúdo? Achou ele útil para você? Compartilhe com seus amigos e colegas nas redes sociais!

Isso irá nos ajudar a criar mais peças como esta e a continuar ajudando mais empresas e pessoas como você que querem melhores resultados no âmbito digital.

Criamos conteúdos com paixão e queremos compartilhar o nosso conhecimento com a sua empresa.

Clique aqui, conheça nossos serviços e saiba exatamente o que fazer para ter os seus resultados atuais multiplicados por pelo menos 10x.

Quão útil você achou este artigo?

Clique em uma estrela para classificar o conteúdo

Classificação média 5 / 5. Contagem de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar esta postagem.

Agência de Conteúdo - WWB

Comentários

× Como podemos ajudá-lo?