Conteúdo de Qualidade: O que é e Como Fazer de Forma Efetiva na Prática

No dinâmico mundo do marketing digital, a qualidade do conteúdo não é apenas uma preferência, é uma necessidade. Mas, o que realmente define um conteúdo de qualidade? Como ele se destaca para capturar a atenção da sua audiência e, ao mesmo tempo, satisfazer os algoritmos dos mecanismos de busca?

A chave está na estratégia meticulosa por trás da criação de cada peça de conteúdo. Não basta apenas escrever bem; é essencial alinhar cada palavra com uma estratégia focada em resultados concretos.

O sucesso de um site, blog ou rede social não depende apenas da qualidade da escrita, mas de uma abordagem holística que integra conteúdo relevante com objetivos de negócios claros.

Neste artigo, mergulharemos profundamente no coração do Marketing de Conteúdo e do Copywriting. Desvendaremos os segredos por trás da criação de conteúdo que não só engaja e informa, mas também impulsiona resultados tangíveis.

Ao final desta leitura, você estará equipado com o conhecimento e as ferramentas necessárias para criar conteúdos que não apenas competem, mas superam seus concorrentes.

Prepare-se para uma jornada de descobertas que transformará sua abordagem ao conteúdo. Vamos explorar técnicas e estratégias que farão os líderes do Google se perguntarem: “Quem é esse novo player no mercado, e como ele está crescendo tão rapidamente?”

Preparado para essa aventura no mundo do conteúdo de alto impacto? Aperte o cinto e vamos começar!

O que é Conteúdo de Qualidade: Significado

Se você trabalha com a marketing digital e precisa executar qualquer tipo de tarefa que envolve conteúdo, você já deve ter ideia do que é um conteúdo realmente relevante. A resposta é realmente a que você esperava:

“Conteúdo de qualidade é aquele que consegue tirar a dúvida da persona e entrega respostas de um determinado assunto de forma completa.”

Conteúdo relevante é todo aquele que não é ruim, essa resposta pode ser meio “clichê”, mas não teria como ser tão óbvio.

Todo conteúdo que não agrega valor, é considerado ruim, por isso que conhecer a mente do seu público é extremamente importante.

Uma outra resposta que temos em mente pode ser “É todo conteúdo que consegue ser melhor do que a concorrência da SERP do Google.

Porque um excelente conteúdo merece a primeira página do Google”.

Não é isso que nos vem em mente?

Precisamos discutir sobre isso.

Após escrever mais de 1800 conteúdos nos últimos 6 anos, acumulei um certo conhecimento interessante e agora estou pronto para compartilhar a minha experiência com você.

Este conteúdo pode ser um pouco longo, mas quando você estiver nas últimas linhas, perceberá que cada minuto dedicado aqui valeu a pena.

Por que o Conteúdo de Qualidade é Importante?

Criar conteúdo de qualidade pode ajudar o seu negócio de diversas maneiras:

  • Melhora suas classificações de SEO: o Google dá prioridade ao conteúdo original e útil, que consegue abordar exatamente o assunto, de acordo com a busca do leitor. É por isso que criar conteúdo de qualidade é crucial do ponto de vista de SEO.
  • Fortalece a sua marca: um bom conteúdo melhora a reputação da sua marca, gerando conversas e ajuda você ser visto pelos especialistas do seu nicho.
  • Gera leads qualificados: através do conteúdo, você poderá “educar” o seu público e gerar leads de alta qualidade que estão mais próximos de comprar, pois você passa credibilidade e confiança, tem tudo a ver com vender mais, ou você compra de pessoas, ou empresas de que não confia?
  • Aumenta as suas vendas: através do conteúdo é possível apresentar um serviço ou produto aos usuários. Você poderá guiá-los até se tornarem clientes.
  • Aumenta o Life Time Value (LTV): conteúdo de alto nível melhora a experiência da base de clientes. Facilitando a integração e ajuda seus clientes a aproveitarem 100% dos produtos que eles adquirem com você.
  • Cria fãs: um bom conteúdo pode criar apaixonados pela sua marca, fazendo as pessoas revisitarem o seu site. É fundamental que qualquer negócio busque gerar mais visitas recorrentes.

Porém, tenha em mente que:

Não existe um método único para criar conteúdos valiosos.

Toda estratégia poderosa de conteúdo é única.

Cada negócio possui suas necessidades específicas e você precisará personalizar a sua própria estratégia.

No entanto, todo conteúdo de alta qualidade compartilha características específicas.

Examinaremos o “núcleo” desses conteúdos ricos e daremos um caminho a ser seguido para você se sentir apto a criar os melhores conteúdos da web para o seu nicho de atuação.

Como Produzir Conteúdo de Qualidade: a Cereja do Bolo?

Agora vamos entrar em um novo tipo de abordagem, complementando tudo que foi ensinado anteriormente.

Desta forma, você estará apto a criar conteúdo de qualidade de alto nível, ultrapassando até os mais fortes concorrentes.

Conteúdo de qualidade não está somente atrelado a blogs.

Existem vários formatos onde o seu conhecimento e talento podem ser expostos de maneira impactante.

Confira algumas opções:

  • Postagens no blog;
  • Vídeos;
  • Postagens de mídia social;
  • E-books;
  • Ferramentas interativas;
  • Landing Pages e mais.

Além disso, existem pelo menos 4 parâmetros que definirão um conteúdo de qualidade.

Eles são:

  • Estrutura da ideia: como a ideia foi estruturada;
  • Tempo: se existe ou não pessoas o suficiente que precisam do tópico criado no tempo certo;
  • Distribuição: o conteúdo foi criado para o canal em que será visto e lido?
  • Escrita: com que eficácia as ideias são transmitidas para os leitores?

Todas as dicas anteriores de criação de conteúdo de qualidade devem estar alinhadas com base no conhecimento sobre o assunto.

É por isso que é difícil criar um conteúdo excelente para um site. Se você parar para analisar, não existem muitos conteúdos enquadrados no “diagrama de Venn” abaixo:

diagrama de Venn para criacao de conteudo

Considerar acertar sempre essa combinação perfeita de criação de um conteúdo de qualidade é, na maioria das vezes, apenas uma expectativa irreal para criação de conteúdo.

Se você parar para analisar, isso acontece com a maioria dos blogs, mas muitos sabem como funciona o poder da lei do marketing de conteúdo — que inclui saber que somente algumas partes de um site realmente terá tráfego orgânico.

Mas esse diagrama não foi criado em vão, se você entender como funcionam esses 4 parâmetros comentados anteriormente, você estará muito mais próximo do sucesso do que imagina.

Quanto mais você entender sobre o assunto e sobre os outros pontos do diagrama anterior, melhor será seu conteúdo.

Nas próximas seções disponibilizaremos sacadas imperdíveis sobre produção de conteúdo.

Você saberá como ter mais expertise, melhorará sua produção de conteúdo em qualidade e terá em mãos algumas armas que farão de você melhor do que é hoje.

Estrutura ou Ângulo: Todo Conteúdo de Qualidade Começa com uma Excelente Ideia

Como falamos e já sabemos, o marketing de conteúdo não é apenas baseado no conteúdo de qualidade, você precisa enquadrar os tópicos abordados de forma que o interesse do seu público em potencial seja captado.

diagrama de conteudo

Se você perceber, os tópicos de conteúdo não estão listados no diagrama de Venn, isto acontece por razões muito óbvias.

Tópicos de conteúdo são fáceis de implementar. No entanto, poucos blogs possuem êxito por conta de suas apresentações de tópicos.

Já a estrutura, no entanto, possui um papel muito mais importante.

Saiba que a estrutura e o ângulo de conteúdo correto são muito mais interessantes. Você pode notar que a maioria dos conteúdos aborda os assuntos diretamente.

Muitos se baseiam em palavras-chave para criar postagens.

O que muitas vezes pode ser um erro, pois nos deixam “presos” e sem ideias do que realmente será preciso para encantar ao leitor que vai precisar do texto para resolver algo.

Se você parar para analisar, a maioria dos profissionais de marketing de conteúdo foca na ideia de que devemos escrever para os mecanismos de pesquisa e não para as pessoas.

Mas isso é apenas especulação até que você perceba como realmente os valores das suas postagens devem ser entregues para sua audiência.

Existe uma grande diferença entre como deve ser feita a estrutura, e como deve ser criado o ângulo de atração em um conteúdo para a audiência em questão.

Um forte exemplo disto é a força de um título. Muitas vezes o foco no negativo pode ser a saída para um conteúdo bombar.

Um grande exemplo disto é um conteúdo que a Trello publicou falando sobre: por que o Trello não conseguiu criar um negócio de US $1 bilhão +, escrito por Hiten Shah. Este é um exemplo perfeito.

Se você perceber, essa abordagem não é tão direta e não mostra um interesse de cara sobre a venda da ferramenta.

Caso Hiten tivesse decidido fazer um título baseado na venda, como este:

“Como a Trello conseguiu fazer com que uma ferramenta gratuita rendesse US $400 milhões”.

Embora acreditemos que este título seja atrativo e interessante em comparação ao anterior, ele não se destaca tanto assim quanto pensamos.

Uma lacuna foi criada no título real, e isso fez total diferença. O conteúdo ficou atrativo demais para não ser clicado, e é justamente isto que a gente quer.

A estrutura e o ângulo correto criam um combustível de animação e curiosidade para o leitor, fazendo com que ele siga a leitura de forma mais consistente.

Tempo: Faça o Conteúdo no Tempo Correto

O tempo da criação do conteúdo está totalmente ligado à necessidade do mercado sobre o tópico abordado naquele momento.

Você deve oferecer conteúdo que possua demanda. Com isto, você terá uma grande vantagem em cima da sua concorrência.

Nunca tudo é tão simplório como esta explicação dada anteriormente.

Existem lacunas no meio desta história, mas saiba que a ideia aqui é saber que um conteúdo de qualidade é aquele que atende o seu público e atrai novos leitores para o seu blog.

Aqui mostraremos um breve resumo sobre o que é o tempo certo do conteúdo.

Há um tempo, a Nespresso começou a fazer campanhas no Facebook e em toda internet sobre cafeteiras de cápsulas, e esse momento era totalmente correto.

Através da forma de abordagem dos conteúdos deles, eles conseguiram sair na frente da concorrência, pois os conteúdos abordados pelas outras empresas eram menos interessantes.

O próprio blog We Write Better é um novo exemplo em andamento sobre essa questão.

Existem muitos sites focados em marketing de conteúdo, uma demanda em vários concorrentes na área; portanto, estamos fazendo a diferença dentro do nosso nicho, abordando os assuntos distintamente.

Para conseguir isto, estamos indo em um caminho quase contrário dos demais sites, criando conteúdo sobre estratégias de conteúdo, de forma que poucos profissionais de conteúdo possuem experiência para aplicar.

De forma clara, objetiva e direta: você precisa criar conteúdos que estão em tendência.

Caso não consiga obter esta vantagem, encontre outras formas de criar o mesmo conteúdo de maneira diferente.

Sabemos que esta estratégia pode parecer difícil, mas nada é fácil, muito menos em mercados tão competitivos como os quais com que nos deparamos hoje.

Distribuição: Saiba Exatamente Onde se Encontrar seu Público

No que se diz da distribuição de conteúdo: basicamente você precisa estar onde seu público está!

Um bom exemplo disto é uma loja de rua que acabou de abrir. Se não estiver em uma boa localização, nunca ninguém saberá que ela existe e serão poucas as chances de ela ter clientes o suficiente para pagar funcionários e deixar a loja em funcionamento.

No marketing de conteúdo e na produção de conteúdo de qualidade é o mesmo.

Se você não tiver tráfego, ninguém observará o seu conteúdo e muito menos saberá que você ou seu negócio existem.

Esse é um dos fatores que diferenciam uma boa escrita de conteúdo relevante para audiência.

Se seus conteúdos do site não forem otimizados para os canais nos quais seu público se encontra, você nunca terá conteúdos lidos, portanto, não terá valor o conteúdo qualificado que você acredita ter criado.

Por este motivo que a linkagem também é algo importante, pois além de você ter conteúdos de qualidade, as pessoas que acessam esse conteúdo devem ser direcionadas a assuntos de interesse que fazem parte das dores que o público ideal do seu negócio sentem.

Perceba que tudo é uma questão de combinação de atividades.

Essa junção vai fazer o seu negócio crescer de forma sólida.

conteudo de acordo com a distribuicao

Em diversos casos, a busca orgânica pelo seu conteúdo não será o objetivo principal.

Saiba que conteúdos podem vir por meio de e-mails, mediante uma equipe de vendas, pelo seu suporte no seu produto ou serviço.

Em qualquer caso, você deve sempre otimizar o seu tipo de conteúdo para o canal onde ele será distribuído.

Isso quer dizer que você deve fazer títulos, tempo do conteúdo em leitura, gráficos e outros recursos visuais, estilo de comunicação e outras questões, conforme o canal de distribuição do seu conteúdo.

Nunca pense que uma postagem interessante fará sucesso em qualquer lugar.

Isso não existe e você deve ter isso em mente. Ajuste e mude sempre que necessário, pensando sempre em encaixar o conteúdo feito com o público certo.

Escrita: A Forma Certa de se Comunicar com seu Público

Escrever é uma arte, mas saiba que o seu conteúdo é o seu verdadeiro canal de aquisição de clientes.

Saiba antes de qualquer coisa que você não precisa ser o “Paulo Coelho da escrita” para ter sucesso em um blog. Mas ajuda, com toda certa!

Mas, saiba também que o seu crescimento dependerá mais ainda dos 3 outros fatores do que da própria escrita em si.

grafico focado na escrita do conteudo em questao

Uma escrita boa não é aquela que é gigante aos olhos do leitor. Um conteúdo de qualidade simplesmente entrega o que o seu leitor precisa, de forma simples e objetiva.

Dificilmente se encontra por aí escritores realmente bons, mais difícil ainda é conseguir encontrar um excelente escritor, convencê-lo de que o lugar dele é no marketing de conteúdo, e de que esta será uma plataforma perfeita para a habilidade dele.

Mas fique tranquilo, o marketing de conteúdo possui medições de formas objetivas.

Se você tiver um blog, e obtiver inscrições na sua lista e tráfego.

Por meio de uma escrita interessante, que gere valor, que seja otimizada e oportuna para sua audiência para os canais corretos, você não precisará ser um grande escritor para alcançar seus objetivos.

É muito mais vantajoso para você ter grandes ideias, criar estruturas e ângulos poderosos, do que se perder nas palavras que você escreve no seu conteúdo.

As Regras de Criação de um Conteúdo de Qualidade

Para cada parâmetro de conteúdo de qualidade comentado anteriormente, existe uma nota de importância.

A combinação otimizada deles é o que trará um conteúdo de qualidade.

Saiba antes de tudo que a regra aqui não é somente fundir as 4 chaves comentadas para se ter um conteúdo bom para sua audiência.

O grande lance é encontrar um certo equilíbrio entre as partes, você deve unir isto e permitir que seja gerado mais conteúdo relevante para aumentar o seu tráfego.

O grande problema da combinação dos 4 ingredientes para criação de um belo conteúdo é a falta de congruência entre as forças dos ingredientes.

Em suma, você não pode deixar que um parâmetro supere os demais de forma notável.

Alguns dos exemplos que citaremos a seguir irão te fazer entender melhor o que estamos tentando explicar aqui:

7 maneiras de como fazer conteúdo de qualidade

Existem 7 maneiras de criar conteúdos superiores que aprendi ao longo de quase 7 anos de trabalho.

1. Atenda a necessidade dos seus clientes

Um bom conteúdo aborda e resolve os problemas dos clientes.

Para conseguir este feito, você deve entender quem é o seu público, quais seus maiores problemas e as perguntas que eles normalmente fazem.

Existem três aspectos essenciais sobre os seus clientes e algumas perguntas que você deve fazer antes de produzir o seu conteúdo:

  • Suas motivações: quais são seus objetivos finais. O que estão desejam conseguir?
  • Seus principais pontos de dor: quais problemas eles enfrentam?
  • Canais e plataformas preferidas: eles estão mais no LinkedIn, Facebook, X, Instagram, e-mail, newsletters?

Com essas informações você consegue aspectos específicos sobre o seu público, você consegue construir o perfil detalhado do seu cliente ideal (buyer persona).

Esse conhecimento é fundamental para criar tópicos nos quais o seu conteúdo consegue abordar.

Além disso, essas informações darão um norte de onde você irá postar.

Entraremos com mais detalhes sobre como realizar pesquisas de audiência na próxima seção.

Mas antes de explicar as necessidades dos clientes, precisamos entender sobre a intenção de pesquisa.

A intenção de busca ou de pesquisa é o objetivo que vem antes da consulta de pesquisa.

Pegue uma palavra-chave como “SEO para Jornalistas”.

Digamos que alguém faça essa busca no Google.

Esse usuário provavelmente espera ter um conteúdo exclusivo sobre SEO voltado para jornalistas, com características específicas, cursos da área e outras informações relevantes.

Satisfazer a intenção de busca do usuário, significa basicamente atender aos seus desejos principais.

Você precisa criar um conteúdo que forneça exatamente as respostas que o seu público procura.

Não gaste tempo com seções de conteúdo desnecessárias.

Compreenda a intenção de busca e garanta postagens de blog com boas classificações no Google.

Essa dica não só serve para conteúdos de blog, mas também para vídeos no YouTube, podcasts ou qualquer outro formato de conteúdo, tudo que pode ser buscado na barra de pesquisa do Google.

Toda plataforma prioriza conteúdo de qualidade que oferece as respostas que os usuários buscam.

Realize a pesquisa da audiência

Para realizar pesquisas de público, você deve coletar informações do seu próprio negócio e usar fontes de pesquisa externas. Esse é um processo contínuo.

Vamos aprender como analisar a pesquisa correta da audiência, passo a passo.

1. Confie na sua Experiência

A maioria dos negócios possui especialistas que entendem sobre os clientes.

Peça ajuda a esses profissionais da linha de frente (vendedores, por exemplo).

Esses profissionais podem compartilhar dúvidas únicas, preocupações e frustrações comuns dos seus clientes.

Digamos que você possui uma loja de eletrônicos.

Você pode conversar aos vendedores ou aos atentes do SAC, ou qualquer outro profissional que lida diretamente com seus clientes.

Conversando com eles, você terá ideias para o seu conteúdo.

Como, por exemplo:

  • Quais os acessórios de eletrônicos são mais duráveis e quais os menos duráveis;
  • Quanto tempo dura um cabo de Iphone;
  • Como fazer os acessórios para smartphone durar mais.

Qualquer um desses assuntos funcionaria perfeitamente como postagem de blog, postagem de Instagram ou até mesmo criar um panfleto informativo e entregar em cada compra realizada na sua loja.

Entenda mais sobre o processo de criação de conteúdo digital.

2. Pergunte aos Clientes

A forma mais produtiva e útil é entender qual conteúdo o seu cliente considera mais valioso.

Para saber isso é muito simples, pergunte a eles.

A melhor forma de fazer isso é através de uma conversa individual com cada cliente.

No entanto, isso pode precisar de bastante tempo e de recursos.

A melhor forma de atingir uma base maior de clientes é enviando uma pesquisa em massa.

Use ferramentas como o Google Forms ou Typeform para fazer isso.

Lembre-se de manter uma linguagem clara e simples: faça o mínimo de perguntas, abordando de forma clara e simplificada.

Voltando ao exemplo da loja de eletrônicos, você poderia fazer perguntais tais como:

  • Quais os maiores problemas você enfrenta com acessórios para celulares?
  • Quais são os acessórios que quebram primeiro?
  • Você acha que a forma que você usa esses acessórios, influência na durabilidade deles?
  • Como você consegue conteúdo sobre esse tema e onde você busca informações para tirar suas dúvidas sobre eletrônicos? Podcasts, postagens de blog, vídeos, redes sociais, etc.

Se você fizer perguntas neste sentido, você irá encontrar as respostas que precisa para criar temas únicos de postagens que entregam valor ao seu público.

Desta forma, você poderá saber que tipo de conteúdo criar e quais são os melhores formatos para obter resultados na sua estratégia de conteúdo.

Dica: adicione perguntas mais abertas, evite respostas como sim ou não, assim você conseguirá obter o máximo de informações valiosas possíveis.

3. Pesquise a sua Concorrência

Você também poderá usar a sua base de concorrentes para obter informações valiosas do seu público.

Existe uma ferramenta da Semrush, chamada Topic Research.

Nela você consegue adicionar um tópico amplo e clicando em “obter ideias de conteúdo” (Get Content Ideas em inglês).

topic research semrush topicos para conteúdo de qualidade

A ferramenta irá gerar uma lista de tópicos relacionados:

pesquisa de concorrência-ferramenta topic research semrush

Dica: organize cada cartão desses como subtópicos de tendências para obter ideias de conteúdos importantes.

Cartões com subtópicos relevantes possem símbolos vermelhos de “tendências” nos canto superior direito.

Clique no cartão para ver as seguintes informações:

  • Quantas buscam existem de usuários para essa palavra-chave no Google (qual volume de busca);
  • Títulos de conteúdos relacionados;
  • Perguntas relacionadas e mais.
conteúdos relacionados pesquisa semrush topic research

A ferramenta online SEMrush, coleta esses dados analisando a classificação das páginas no Google.

Isso significa que você pode encontrar vários tópicos que as pessoas pesquisas ativamente na web.

Use essas ideias como pontos inicias de partida e crie outros formatos de conteúdo, como postagens em redes sociais, conteúdos para blog ou podcasts.

Se você desejar abranger essa sua pesquisa e quer saber mais sobre seus concorrentes, experimente essas outras ferramentas da SEMrush:

  • Organic Research: verifique quais as palavras-chave seus concorrentes estão ranqueando no Google.
  • Keyword Gap: encontre as palavras-chave que seus concorrentes estão deixando de explorar.
  • Social Media Dashboard: com essa ferramenta você rastreia a atividade de mídia social de seus concorrentes.

2. Alinhe o Conteúdo com seus Objetivos de Negócio

Um conteúdo deve ter um “norte”, ele deve gerar resultados de negócio, seja para atrair mais leads ou fazer mais vendas.

Se não tiver um objetivo comercial, não faz sentido criá-lo.

Veja alguns dos principais exemplos de metas de marketing de conteúdo efetivo:

  • Gerar mais vendas ou novos leads;
  • Melhorar a retenção dos clientes;
  • Aumentar o engajamento nas mídias sociais.

Poucas empresas possuem recursos ilimitados, acredito que não é o nosso caso, então você não pode estar em todos os lugares.

No entanto, você poderá observar o ROI do marketing de conteúdo e priorizar os tipos de conteúdo com o maior potencial possível.

Como você pode identificar as melhores oportunidades?

Através do funil de marketing de conteúdo, este é um excelente lugar para começar.

Caso você não saiba o que é, o funil de marketing de conteúdo representa as diferentes fases que o seu cliente passa para se tornar um comprador.

Veja como se parece um funil de marketing de conteúdo:

funil de vendas para conteúdo de qualidade

Quanto mais baixo o usuário estiver no funil, mais preparado ele está para compra.

Separamos algumas orientações para você:

  • Se o seu orçamento não estiver dos melhores agora e precisa aumentar as conversões: priorize as partes mais baixas do funil primeiro (fundo de funil), como estudos de caso e comparações entre produtos.
  • Se você deseja alcançar mais pessoas, gere autoridade para sua marca se fortalecer: priorize as partes mais altas do topo do funil, como meio e topo de funil, fazendo conteúdos mais genéricos.

Mas tenha em mente:

Use os três estágios do funil para abranger todos os níveis de intenção que os seus clientes possuem.

Essa estratégia vai ajudar com que você entenda mais sobre a produção de conteúdo de qualidade ideal para o seu público.

3. Mostre a sua Experiência

Em diversos casos, um conteúdo de alto nível é criado por especialistas no assunto.

Ter alguém no seu time com vasta experiência no assunto que você precisa abordar, adiciona profundidade e credibilidade ao conteúdo.

Normalmente o que encontramos são conteúdos criados de forma rasa, criados por pessoas que não possuem experiência no assunto.

Esses criadores, leem artigos e assistem vídeos sobre o assunto.

Com base nessas informações eles criam algo que combina aquilo que já existe.

O problema é que esse conteúdo não será original, muito menos terá um real valor agregado.

Quando você coloca um especialista na sua área de atuação em jogo, você se diferencia da “manada”.

Lembre-se que milhares de conteúdos são criados todos os dias, você precisa de um diferencial para se destacar.

Para alcançar os melhores resultados você pode fazer o seguinte:

  1. Você pode encontrar especialistas no assunto que consigam transformar ideias em conteúdos exclusivos e relevantes.
  2. Você também pode entrevistar especialistas no assunto e criar um conteúdo, através dos insights aprendidos.

É particularmente complicado encontrar especialistas em qualquer área que sejam bons comunicadores.

É por isso que, com o tempo, você descobrirá que a segunda opção será sempre a mais conveniente.

Obviamente, você poderá ser o especialista na sua área ou poderá ter um profissional na sua equipe que cumpra bem esse papel.

Encontrar especialistas é uma medida importante, principalmente se você quer melhorar a sua classificação de posicionamento no Google.

Por quê? Devido ao EEAT, anteriormente conhecido como EAT.

EEAT é um termo usado pelo Google que significa:

Experiência, Especialização, Autoridade e Confiança.

Google EEAT

O Google usa esses elementos de avaliação para verificar a qualidade de uma página na web.

Elas fazem parte das Diretrizes do Avaliador de Qualidade de Pesquisa.

O EEAT não é um fator de classificação na SERP oficial, mas é um ponto de vista importante para SEO.

Para que você consiga identificar se o seu conteúdo segue essas diretrizes do EEAT, o Google faz uma análise em cima de aspectos tais como:

O EEAT é extremamente importante, no entanto, se o seu conteúdo está ligado a dinheiro ou saúde, a sua importância aumenta.

Esses assuntos são temas que podem impactar negativamente a vida das pessoas, se mal explicados.

O EEAT está particularmente ligado a conteúdos de SEO?

A resposta é sim e não.

Fique tranquilo, nós vamos explicar:

EEAT é um princípio do Google. Mas pode você pode pegar essas diretrizes e criar conteúdo de qualidade para outras plataformas.

Digamos que você vende frutas. Então você deseja criar dicas no Instagram Reels, sobre como manter as frutas frescas por mais tempo.

O Instagram não possui diretrizes rígidas de EEAT.

No entanto, a ideia do EEAT ainda se aplica.

Sabe por quê?

Porque os usuários sempre procuram por conteúdos originais, criados por especialistas no assunto.

Obviamente você sempre pode usar a ajuda das pesquisas, mas como especialista, você sempre terá algumas “cartas na manga”, específicas, que farão toda a diferença para audiência.

4. Encontre os Formatos Corretos

Depois de saber exatamente os tópicos a serem abordados, você precisa selecionar agora o melhor formato de conteúdo.

Existem diversas opções, tais como:

  • Postagens de blog;
  • Postagens em redes sociais;
  • Recursos para download, como a criação e-books, por exemplo;
  • Podcasts;
  • E outros formatos.

Essa não é uma ciência exata, saber exatamente que tipo de conteúdo fazer é algo que precisa de testes.

O marketing de conteúdo é baseado em tentativas e erros.

No entanto, fazendo uma boa pesquisa, você pode acelerar este processo.

Realize uma análise competitiva e comece por aqui.

Se você conseguir entender o que funciona, por meio dos seus concorrentes, você poderá fazer o seguinte:

  • Crie algo semelhante;
  • Procure se existem informações que eles esqueceram de acrescentar.

Aqui estão algumas dicas úteis para você analisar a sua concorrência de forma efetiva:

Use a mesma ferramenta que usamos na WWB para analisar os sites de seus concorrentes e identifique as páginas com o melhor desempenho deles.

A ferramenta é Organic Research, vamos aprender como usá-la?

Funciona da seguinte forma:

Acesse a ferramenta de pesquisa orgânica (organic research), insira a URL do site do concorrente e clique em “Search” (pesquisar em português).

ferramenta organic research da semrush

Caso você deseje inspecionar uma seção específica do site, como o blog, insira a URL na ferramenta, como na imagem acima.

A ferramenta mostra informações relevantes, como tráfego ou as palavras-chave nas quais, seu concorrente está ranqueando.

pesquisa na ferramenta organic research da semrush do site minutos seguros

Existe mais informações relevantes:

Utilize agora a guia “Pages” (páginas), essa é uma excelente maneira efetiva de encontrar ideias de conteúdo relevante.

Nessa seção, a ferramenta lista as URLs do domínio, subdomínio ou subpasta — mostra o tráfego orgânico, o número de palavras-chave que estão classificados e outras informações úteis.

guia paginas da ferramenta organic research da semrush

Olhando para esses dados, fica mais fácil detectar que tipo de conteúdo possui melhor desempenho.

Depois de fazer isso, faça a pergunta:

São artigos de blog? São páginas informativas?

Digamos que seja artigo de blog:

  • Está sendo abordado um guia completo?
  • É um artigo de instrução?
  • É uma entrevista?

Use tudo que aprendeu para escolher o melhor formato e cria a sua versão deste conteúdo.

Claro, existem outros canais que você pode abordar com conteúdo de qualidade, além das páginas do seu site.

Digamos que agora você decidiu criar um conteúdo para as redes sociais.

Para isso, use a ferramenta Social Tracker da SEMrush e analise a presença digital nas mídias sociais dos seus concorrentes.

Para isso, adicione os perfis das redes sociais dos seus concorrentes.

Essa ferramenta coleta dados dos últimos 60 dias para a maioria das redes sociais e apenas 30 dias para o YouTube.

social media tracker ferramenta semrush conteudo de qualidade

Indo além:

Na seção “Top Content by Channel” (principais conteúdos por canal), existe o conteúdo com melhor desempenho no eu nicho.

expandindo as opcoes depesquisa na ferramenta social tracker da semrush

Agora você precisa observar e detectar os dados das postagens com melhor desempenho.

Digamos que sejam vídeos.

Quais os tipos de vídeo? São entrevistas? São tutoriais?

Como você pode perceber, através da análise de informações você pode aprender muito sobre o que seus concorrentes mais poderosos estão fazendo.

5. O Poder da Legibilidade do Conteúdo

Se o que você está criando agora são conteúdos baseados em texto, tais como postagens de blog, e-books ou postagens de redes sociais, mantenha a legibilidade.

A legibilidade é especialmente útil para leitura dos usuários que chegam até o seu conteúdo.

Aqui estão algumas das principais dicas para melhorar a legibilidade do seu conteúdo:

  1. Escreva frases curtas: lembre-se você não está escrevendo um livro, encurte as suas frases.
  2. Inclua uma única ideia por parágrafo: use sempre parágrafos curtos e simplificados.
  3. Adicione imagens: as imagens facilitam a leitura e serve, também, para criar novas seções, deixando o conteúdo menos denso e cansativo.
  4. Use listas: sempre que possível use os famosos bullet points, listas com marcadores ou numere cada uma delas.
  5. Compartilhe informações relevantes primeiro: eu tinha esse problema e continuo a tentar resolvê-lo, então faça o mesmo, não force o seu leitor a ler todo o conteúdo para achar o que ele procura.

Veja algumas dessas principais dicas nesta citação:

Tentei ser amigável e otimista. Mas fui chamado de “muito jovem”.


Tentei remover “eu acho” do meu vocabulário. Mas fui chamado de “muito direto”.


Agora faço o que quero — brinco, faço perguntas, exponho opiniões, expresso preocupações, ofereço ajuda — e funciona.


Eu gostaria que não demorasse tanto para ser eu mesmo.

São apenas quatro parágrafos simples, possui uma ideia em cada um deles.

Não existe blocos de texto, não existe enrolação.

Está querendo achar um conteúdo na web, falando sobre como colocar em prática uma melhor legibilidade no seu conteúdo?

Este conteúdo que você está lendo agora mesmo, é um excelente exemplo do que fazer. Trabalhos fortemente para deixar nossos artigos mais fáceis de ler.

Saiba que também existe a escaneabilidade e se você quiser saber como ela funciona, além de aprender como aplicá-la, clique no link.

6. Faça Atualizações Periódicas em seu Conteúdo

Um conteúdo desatualizado terá menos relevância para os mecanismos de busca.

Por isso, terá menos probabilidade de gerar vendas, leads ou outros resultados que você procura.

Fazer uma bela edição de conteúdo regular, garante mais qualidade ao seu conteúdo antigo.

No entanto, isso não se aplica a plataformas de redes sociais, como LinkedIn ou Instagram.

Nas redes sociais essas postagens tendem a serem enterradas no “fundo do baú” do feed, os usuários possuem uma chance muito pequena de retornar a essas publicações antigas.

Saiba que alguns tópicos possuem relevância por mais tempo, mas todos tendem a sofrer uma queda em algum momento.

No entanto, rastrear a deterioração do conteúdo é ainda especialmente importante quando se trata de criar postagens para o blog.

Isso acontece devido a duas razões simples:

  1. A atualização do conteúdo possui grande importância para o Google e é um fator de classificação.
  2. Você não precisará excluir a sua postagem antiga, isso se aplica a outros tipos de conteúdo, como vídeos do YouTube, postagens sociais, podcasts e outras plataformas.

7. Aprenda a Ler os Sinais do Desempenho do Conteúdo

Analisar o desempenho do conteúdo é simplesmente crucial para criar conteúdos poderosos.

Fazer essa análise ajuda você a:

  • Detectar conteúdo com baixo desempenho e melhorá-lo;
  • A identificar o conteúdo com desempenho superior e aplicar o que você aprendeu hoje.

Os seus objetivos darão um norte para que você entenda melhor a métrica de análise de conteúdo.

Para analisar o conteúdo de forma profissional, verifique os diferentes indicadores-chave de desempenho (KPIs).

Esses indicadores ajudarão a você entender se está atingindo as metas.

Aqui estão alguns dos principais KPIs que você pode medir em diferentes formatos de conteúdo:

Para postagens de blog:

  • Posição média no ranking;
  • CTR (taxa de cliques no link);
  • Tráfego orgânico;
  • Taxa de rejeição;
  • Taxa de conversão.

Para vídeos:

  • Tempo de exibição;
  • Duração média das visualizações;
  • Impressões;
  • CTR;
  • Engajamento.

Para as redes sociais:

  • Impressões;
  • Alcance;
  • Engajamento;
  • Novos seguidores.

Para podcasts:

  • Transferências;
  • Assinantes;
  • Avaliações;
  • Número de ouvintes.

Apesar de que com essas dicas que passamos, acreditamos que você esteja pronto para criar conteúdos valiosos para sua audiência.

Existem algumas dicas que farão seu conteúdo se transformar no “Santo Graal” do marketing de conteúdo.

Experimente ler até o final e transforme palavras em uma máquina de imprimir dinheiro.

O que é Conteúdo de Qualidade no Instagram e Como Acelerar os Resultados?

No Instagram, um conteúdo de qualidade é aquele que não só captura a atenção do público, mas também engaja, informa, e inspira.

A plataforma, conhecida por seu foco visual, exige uma abordagem única para a criação de conteúdo.

Aqui estão as características principais de um conteúdo de qualidade no Instagram e como você pode aplicar técnicas eficazes para obter melhores resultados:

  1. Visualmente Atraente: O Instagram é uma plataforma visual, então as imagens e vídeos devem ser de alta qualidade, com boa iluminação, composição interessante e esteticamente agradáveis. Invista em boas práticas de fotografia e design gráfico para criar posts que se destaquem.
  2. Autenticidade: O conteúdo deve ser autêntico e refletir a personalidade da sua marca. Os usuários do Instagram valorizam a autenticidade e se conectam mais com marcas que mostram sua verdadeira essência e valores.
  3. Engajador e Interativo: Faça perguntas, use enquetes nos stories, e incentive os seguidores a interagir com seu conteúdo. O engajamento é um fator chave no algoritmo do Instagram, então quanto mais interação seu conteúdo gerar, maior será seu alcance.
  4. Relevante para o Público-Alvo: Conheça seu público e crie conteúdo que ressoe com seus interesses e necessidades. Use as ferramentas de análise do Instagram para entender o que funciona melhor com seu público.
  5. Consistência na Postagem: Mantenha uma frequência regular de postagens. Isso ajuda a manter sua marca na mente dos seguidores e também favorece o algoritmo do Instagram.
  6. Uso Estratégico de Hashtags: Utilize hashtags relevantes para aumentar a visibilidade do seu conteúdo. Pesquise as hashtags mais populares em seu nicho e inclua-as em suas postagens.
  7. Stories e IGTV: Explore diferentes formatos como stories e IGTV para criar uma experiência mais rica e diversificada para seus seguidores. Isso pode incluir tutoriais, bastidores, Q&As, entre outros.
  8. Call-to-Action Claro: Inclua chamadas para ação claras, incentivando seus seguidores a interagir, visitar seu site, comprar produtos, entre outras ações.

Ao aplicar essas técnicas, você pode criar um conteúdo de qualidade no Instagram que não só atrai seguidores, mas também os mantém engajados e interessados na sua marca.

Lembre-se de que a chave é a experimentação e a adaptação contínua às tendências e feedback do público.

Os 7 Mais Importantes Tipos de Conteúdo e Dicas Úteis

No mundo do marketing de conteúdo, a diversidade e a qualidade são fundamentais para alcançar e engajar seu público.

Aqui estão os sete tipos mais importantes de conteúdo, acompanhados de dicas cruciais para cada um:

Blog Posts: São a espinha dorsal do marketing de conteúdo. Eles devem ser informativos, bem pesquisados e otimizados para SEO.

  • Dica: Use palavras-chave relevantes e inclua links internos e externos para melhorar o SEO.

Vídeos: Altamente engajadores, os vídeos podem ser usados para tutoriais, depoimentos ou histórias de marca.

  • Dica: Mantenha os vídeos curtos, focados e com legendas para acessibilidade.

Infográficos: Eles são ótimos para apresentar dados e informações complexas de forma visual e digerível.

  • Dica: Use cores e design atraentes, e certifique-se de que o texto seja legível e conciso.

E-books e Whitepapers: Ideais para a geração de leads, eles oferecem informações aprofundadas sobre um tópico específico.

  • Dica: Ofereça-os como parte de uma estratégia de conteúdo gated para coletar informações de contato.

Estudos de Caso: Demonstram o sucesso de seu produto ou serviço na vida real.

  • Dica: Use uma narrativa envolvente e inclua depoimentos de clientes para aumentar a credibilidade.

Posts em Mídias Sociais: Essenciais para aumentar a visibilidade e o engajamento.

  • Dica: Adapte o conteúdo para cada plataforma e interaja regularmente com seu público.

Podcasts: Estão se tornando cada vez mais populares. Eles são uma ótima maneira de discutir tópicos em profundidade.

  • Dica: Mantenha uma programação consistente e explore diferentes formatos, como entrevistas ou mesas redondas.

Lembre-se, a chave para um conteúdo de sucesso é a relevância e a qualidade. Não importa o tipo de conteúdo que você escolher, certifique-se de que ele ressoe com seu público e atenda às suas necessidades e interesses.

A experimentação e a adaptação contínua são essenciais para descobrir o que funciona melhor para sua marca e público.

Estudos de Caso Inspiradores: Transformando Estratégias de Marketing de Conteúdo em Sucesso

O artigo intitulado “5 Content Marketing Case Studies That You Can Take Inspiration From” no site da Pepper Content apresenta cinco estudos de caso de marcas B2B que utilizaram o marketing de conteúdo de maneira eficaz para alcançar seus objetivos de SEO.

Estes estudos de caso são ferramentas valiosas de marketing de conteúdo que ajudam a nutrir os leitores através do meio e fundo do funil de vendas.

O artigo destaca a crescente importância dos estudos de caso, com mais de 30% dos profissionais de marketing agora priorizando-os como um meio de marketing principal.

Os estudos de caso apresentados incluem:

  1. SAP: A SAP, uma das maiores empresas de software empresarial do mundo, desenvolveu uma estratégia de marketing de conteúdo personalizada para atender às necessidades de 19 segmentos de clientes distintos, mantendo uma identidade de marca consistente. A estratégia resultou em oportunidades de marketing geradas significativas e um pipeline de marketing impressionante.
  2. Walmart: Conhecida por seus preços baixos diários e serviço ao cliente amigável, a Walmart implementou estratégias de marketing focadas na expansão global e em preços baixos, resultando em um forte crescimento e expansão no mercado indiano com a aquisição da Flipkart.
  3. Salesforce: A Salesforce, uma empresa de software especializada em CRM, enfrentou desafios em manter tráfego e leads consistentes. A empresa mudou sua estratégia de marketing de conteúdo, resultando em um aumento significativo no engajamento no LinkedIn e um aumento de 20% nos downloads de relatórios.
  4. Microsoft: A Microsoft utilizou o modelo STP (Segmentação, Targeting e Posicionamento) para promover seus diversos produtos. Sua forte presença digital e engajamento nas redes sociais resultaram em um público cativo substancial.
  5. Animalz: A Animalz, uma agência de marketing de conteúdo, se destaca por criar artigos de liderança de pensamento focados em gerar leads e fechar negócios. Seus esforços resultaram em mais de 5.500 backlinks inbound e uma presença consistente na primeira página do Google para palavras-chave relacionadas ao marketing de conteúdo SaaS.

Os estudos de caso apresentados no artigo da Pepper Content oferecem insights valiosos e práticos que podem ser aplicados para amplificar os resultados de qualquer estratégia de marketing de conteúdo.

Aqui estão os principais pontos que você deve considerar para aplicar esses exemplos em seus próprios esforços de marketing:

  1. Personalização e Segmentação: Assim como a SAP, entender as necessidades específicas de diferentes segmentos de clientes é crucial. Desenvolva estratégias de conteúdo que sejam personalizadas para atender a esses segmentos distintos, garantindo maior relevância e engajamento.
  2. Foco na Expansão e Crescimento: A estratégia da Walmart destaca a importância de adaptar o marketing de conteúdo para apoiar objetivos maiores de expansão e crescimento. Pense em como seu conteúdo pode apoiar a expansão global ou a entrada em novos mercados.
  3. Engajamento e Geração de Leads: A abordagem da Salesforce mostra como mudar a estratégia de conteúdo pode melhorar o engajamento e a geração de leads. Concentre-se em criar conteúdo que não apenas atraia tráfego, mas também engaje e converta esse tráfego em leads qualificados.
  4. Presença Digital Forte: A Microsoft demonstra a importância de uma presença digital robusta. Utilize o marketing de conteúdo para fortalecer sua presença online e engajar efetivamente com seu público nas redes sociais.
  5. Conteúdo de Liderança de Pensamento: A estratégia da Animalz enfatiza a criação de conteúdo que estabelece autoridade e liderança de pensamento. Concentre-se em criar conteúdo que não apenas informe, mas também estabeleça sua marca como líder em seu setor.

Ao aplicar esses princípios, você pode melhorar significativamente a eficácia do seu marketing de conteúdo. Lembre-se de que a chave para o sucesso é a adaptação e a personalização de acordo com as necessidades e objetivos específicos do seu negócio.

Use esses estudos de caso como inspiração, mas sempre alinhe as estratégias com a sua realidade e metas de marketing.

Conclusão: Elevando Seu Conteúdo ao Próximo Nível com a WWB

Ao final desta jornada pelo universo do conteúdo de qualidade, fica claro que o equilíbrio é a chave para o sucesso. A qualidade do conteúdo é indiscutivelmente importante, mas ela deve andar de mãos dadas com uma estratégia de distribuição eficaz, geração de tráfego consistente e uma abordagem holística que une todos esses elementos.

Lembre-se, um conteúdo excepcional não é apenas sobre escrever bem; é sobre criar uma experiência completa para o usuário, desde a descoberta até a conversão. É um equilíbrio delicado entre informar, engajar e converter.

Se você está buscando aprimorar sua estratégia de conteúdo, mas encontra obstáculos no caminho, a WWB, nossa Agência de Tecnologia de SEO e Especialista em Funis de Vendas WWB, está aqui para ajudar. Com nossa expertise em criar conteúdos que não apenas atraem, mas também convertem, podemos elevar sua estratégia de conteúdo a novos patamares.

Na WWB, combinamos a arte da criação de conteúdo com a ciência do SEO e estratégias de funil de vendas para garantir que seu conteúdo não apenas alcance seu público, mas também impulsione resultados tangíveis para o seu negócio.

Quer ver como podemos transformar sua estratégia de conteúdo e impulsionar o crescimento do seu negócio?

Entre em contato conosco e agende sua consultoria 100% gratuita para descobrir nossos planos e começar sua jornada rumo ao sucesso no marketing de conteúdo. Estamos ansiosos para colaborar com você e fazer a diferença no seu marketing digital!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Rolar para cima